Mais um agradável convívio de natal entre voluntários e os nossos queridos “visitados”. Mais um êxito para o nosso projecto “Manta de afectos”, por termos conseguido que os nossos amigos mais idosos, alguns deles já próximos, outros para lá dos noventa anos de idade, saíssem do conforto (possível) de suas casas para partilhar connosco (voluntários) um saboroso e alegre almoço de natal.

Que doce momento!

Porque mais doce que as confeitarias típicas da época, também servidas à sobremesa, foi a afabilidade sentida em cada gesto seu, em cada amimar de mãos, como se este pequeno mimo partilhado fosse um necessário adoçante para as suas almas – as nossas almas.

Que momento radioso!

Porque mais brilhante que as luzes cintilantes de natal, foi o sorriso estampado em cada rosto, salientado por cada ruga, como se estas fossem as grinaldas luminosas que ornamentam o que de mais precioso há em nós.

E é muito precioso, sim, especialmente para nós voluntários, sentirmos que vocês, nossos anciães amigos, possuem o dom especial de saber transformar o pouco que vos entregamos nestas preciosidades que recebemos de vós.

Bem hajam”